Prefeitura de Curitiba

Portal Administrativo do Município

Curitiba, 23 de setembro de 2017
   

Conheça o gigantesco "coração" dos Armazéns da Família

12/09/2017
capa

No imenso galpão com 18 mil metros quadrados e 15 metros de altura, o vai-e-vem de empilhadeiras é frenético. Repletos de fardos de arroz, feijão, leite e muitos outros gêneros alimentícios, os carrinhos com pallets cruzam o local em direção a uma das docas onde caminhões aguardam para embarcar os produtos que serão entregues nos 33 pontos que beneficiam, mensalmente, cerca de 150 mil famílias de Curitiba.

A cena descrita se repete diariamente na Central de Distribuição e Logística (CD) dos Armazéns da Família, o gigantesco “coração” do programa e responsável pelo recebimento e entrega das 50 mil toneladas/ano de alimentos e itens de higiene e limpeza que são comercializadas nas 33 unidades da Prefeitura. Mas o papel da Central de Distribuição é muito maior, pois as equipes que trabalham no espaço, administrado pela Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento (Smab), também têm a missão de monitorar a qualidade dos 315 itens entregues pelos fornecedores. 

Ivone Aparecida de Melo, diretora do Departamento de Abastecimento Social da Smab, explica que na Central de Distribuição ficam estocados apenas os alimentos não perecíveis, como arroz, feijão, bolachas, cereais, conservas, leite e derivados, bem como desodorante, água sanitária e outros produtos de higiene e limpeza. “Os cerca de 50 itens perecíveis, como carnes, pescados, frios, peixes, iogurtes e queijos, são entregues por nossos fornecedores diretamente nos armazéns”, conta ela.

Graças a um sistema de acompanhamento dos estoques em cada um dos armazéns, os funcionários da Central de Distribuição conseguem enviar os produtos para as unidades de acordo com o ritmo de venda - evitando, assim, super estoques ou desabastecimento. “Temos entregas programadas uma vez por semana para cada armazém, mas também estamos preparados para repor algum item caso aja uma procura maior e seja constatado que pode haver falta em uma unidade”, salienta Ivone.

Controle de pragas

Para garantir a qualidade dos produtos, a Central de Distribuição conta com uma Unidade de Controle de Qualidade, que faz por amostragem a inspeção dos itens que desembarcam no espaço. “Temos um verdadeiro check list, em que conferimos a denominação do produto, a informação nutricional, a validade, o peso e se há integridade das embalagens”, enumera Evelin da Silva Prates, gerente responsável pela avaliação. No caso dos produtos perecíveis entregues diretamente nos armazéns, ela salienta que sua equipe percorre permanentemente as unidades para conferir se as carnes, os queijos e outros itens também estão em conformidade com os editais de compra.

Manter a integridade das cerca de 5,7 milhões de unidades de alimentos e itens de higiene e limpeza também requer um trabalho permanente de controle de pragas. Por isso, uma equipe terceirizada faz toda segunda e sexta-feira a inspeção das iscas contra ratos e barreiras espalhadas pelo local. “Também é feita um monitoramento das vedações, para que aves não criem seus ninhos na Central”, completa a diretora da Smab. Há ainda um rigoroso controle do estoque, que é contado diariamente, assim como é checado o prazo de validade dos produtos.  

Programa

O programa Armazém da Família é formado por 33 unidades fixas de abastecimento instaladas em pontos estratégicos da periferia de Curitiba, bairros e terminais de ônibus, onde é feita a comercialização de gêneros alimentícios e produtos de higiene e limpeza.

Apenas moradores de Curitiba, Fazenda Rio Grande e Campo Magro, com renda familiar de até cinco salários mínimos e com cartão de acesso, podem comprar nos locais. O cadastramento e a emissão dos cartões devem ser feitos nos núcleos da Smab nas Administrações Regionais localizadas nas Ruas da Cidadania.

 

Números da Central de Distribuição e Logística (CD) do Armazém da Família

Área de estocagem: 18 mil metros quadrados

Área total: 22 mil metros quadrados (incluindo setor administrativo)

Itens: 315

Volume estocado: 34,1 mil toneladas (de janeiro e agosto)

Número de itens: 5,7 milhões de unidades (base 1º de setembro)

Funcionários: 90 servidores e 114 terceirizados (operadores de empilhadeiras, movimentadores de mercadorias, encarregados de carga e descarga e motoristas

Imprimir | Voltar