Prefeitura de Curitiba

Portal Administrativo do Município

Curitiba, 21 de outubro de 2017
   

Educação apresenta estratégias do Transformando Realidades

11/10/2017
capa

Esforço da Prefeitura de Curitiba para melhorar o aproveitamento escolar dos estudantes das regiões com baixos indicadores socioeconômicos, o programa Transformando Realidades: Equidade na Educação será apresentado em Portugal, nesta sexta-feira (13/10). Ele abrirá o relato de experiências internacionais incluídas no seminário Educação: Inovação e Inclusão, que acontece desde o início da semana na Universidade Lusófona do Porto e reúne educadores portugueses, espanhóis e brasileiros.

O Transformando Realidades foi planejado para abranger, gradativamente, 5.267 crianças de 37 centros municipais de educação infantil. A partir deste ano, elas se somam às 37 escolas para onde, mais tarde, serão transferidas. Nas escolas – distribuídas nas regiões do Boa Vista, Matriz, Portão, Pinheirinho, Bairro Novo, Tatuquara, CIC e Cajuru – também serão beneficiados 21.113 estudantes.

Estratégias de apoio

Para esse público, o diferencial direto e já em andamento são as aulas de apoio pedagógico – no turno de aulas regulares ou no período inverso – para recuperar os conteúdos em que foram detectadas dificuldades passíveis de comprometer a evolução escolar. Porém, para que esse momento seja aproveitado ao máximo, são empregadas outras estratégias.

Entre elas está a oferta de formação continuada para os educadores envolvidos. Outra estratégia é o intercâmbio de experiências em que grupos de gestores visitam unidades escolares que adotam soluções inovadoras. Além disso, os períodos de permanência dos professores – quando eles estão na escola, mas fora de sala de aula – são usados para estudos de casos e elaboração de propostas de abordagem dos estudantes do programa.

“A meta é que esses professores proporcionem o conhecimento individualizado que faltou em sala de aula para que eles avancem”, resume a gerente do programa Transformando Realidades, da Secretaria Municipal da Educação, Eliane Titon, que compartilhará a experiência curitibana com os educadores europeus e brasileiros.

Ao mesmo tempo, o programa Transformando Realidades: Equidade na Educação prevê o repasse de 5% a mais sobre o recurso do Fundo Rotativo destinado aos CMEI e 10% adicionais para as escolas, além de fornecimento de alimentação e um suprimento adicional de materiais didáticos e insumos de higiene.

O Fundo é repassado às unidades bimestralmente para gestão direta. As despesas feitas precisam ser planejadas e autorizadas pelos conselhos de escolas e comprovadas junto à SME. A justificativa é a permanência das crianças por mais tempo nas unidades, o que demanda mais condições para mantê-las bem atendidas, assim como aos professores.

 

 

Imprimir | Voltar