Prefeitura de Curitiba

Portal Administrativo do Município

Curitiba, 24 de novembro de 2017
   

BID aponta Curitiba como referência de bom trabalho

14/11/2017
capa

Representante do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) aponta Curitiba como referência de boas práticas nos projetos financiados pela instituição.  “A experiência de Curitiba é muito rica. O município já tem processos consolidados e bem incorporados na parte ambiental e social. O trabalho realizado aqui é impressionante. Temos a expectativa de concluir o BID Pró-Cidades com o mesmo êxito dos trabalhos anteriores”, afirma o especialista nas áreas de Desenvolvimento Urbano e Habitação do BID, Jason Hobbes.

Hobbes integra a comitiva de representantes do BID que veio a Curitiba para acompanhar o andamento do (Pró-Cidades) o Programa Integrado de Desenvolvimento Social e Urbano, com investimentos de US$ 100 milhões em obras de habitação e desenvolvimento social. O programa de investimentos, também conhecido como BID III, teve início em 2009 e 50% do total (o equivalente a US$ 50 milhões) são de contrapartida do município. O programa deve durar até dezembro de 2018.

Entre as principais obras estão a revitalização das Avenidas Fredolin Wolf e Manoel Ribas, além da reurbanização de áreas de risco e a construção de moradias sociais na Vila Nori, Jardim Acrópole, Vila Parolin, Audi/União, Moradias Alamanda e Maringá I e II.

De acordo com o coordenador geral da Unidade Técnico Administrativa de Gerenciamento do Programa de Desenvolvimento Social e Urbano de Curitiba (UTAG), Paulo Roberto Socher, as intervenções promovidas por intermédio do Pró-Cidades têm resultados relevantes na melhoria da qualidade de vida da população e na estruturação urbana.  “O desenvolvimento social foi grande. As obras têm reflexo positivo na vida das pessoas e estão bem distribuídas em diversas regiões da cidade”. Somente no projeto de reurbanização de áreas de risco, cerca de 4,3 mil famílias foram atendidas.


Vinculada ao Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc), a UTAG é a gerenciadora do programa junto ao BID, com a missão de garantir o cumprimento das exigências sociais e ambientais e coordenar as ações do município.

Como parte do trabalho socioeducativo que Curitiba promove na reurbanização de áreas de risco está o desenvolvimento de ações que visam à promoção do protagonismo coletivo, com visitas domiciliares, plantões sociais semanais e orientações para a adaptação aos novos padrões de moradia.

 
A previsão é que 156 famílias sejam reassentadas da Vila Nori e outras 174 da Vila Acrópole. Segundo a representante da Companhia de Habitação Popular de Curitiba (Cohab-CT), Meiri Morezzi, as famílias são preparadas para o reassentamento, para evitar o choque de mudança de ambiente, além do trabalho com outras famílias que permanecem no local nas áreas passíveis de regularização.

Obras

Em Curitiba, o BID Pró-Cidades financiou 19 obras desde o início do programa, em 2009. Destas, 14 foram diretamente financiadas pelo banco e 5 como contrapartida do município. Da parte do BID foram a Av. Fredolin Wolf, Binário Chile-Guabirotuba, Trincheira da Gustavo Rattman, Rua Eduardo Pinto da Rocha, Rua Desembargador Antônio de Paula, Moradias Maringá I, Moradias Maringá II, Rua da Cidadania do Cajuru, Clube da Gente de Santa Felicidade, Clube da Gente Boa Vista, Jardim Acrópole, Moradias Alamanda, Avenida Manoel Ribas, Vila Nori. Como contrapartidas, a Prefeitura de Curitiba executou as obras na Vila Parolin, Moradias Profeta, Menino Jesus, Três Pinheiros e Audi União.

Imprimir | Voltar