Prefeitura de Curitiba

Portal Administrativo do Município

Curitiba, 22 de maio de 2018
   

Projeto acadêmico resgata informações sobre imóveis históricos

16/05/2018
capa

Firmeza, utilidade e beleza são as características essenciais para uma construção perdurar ao longo do tempo. A lição do arquiteto romano, Marcos Vitrúvio Polião, foi citada pelo prefeito Rafael Greca em visita ao campus da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), nesta quarta-feira (16/5).

O prefeito foi ao lançamento do projeto Arquivo, que registra e documenta imóveis de interesse histórico de Curitiba. “É um grande instrumento para a preservação do patrimônio cultural de Curitiba”, avaliou o prefeito. A plataforma é desenvolvida por professores e alunos do curso de Arquitetura e Urbanismo da instituição.

O projeto prevê a construção de uma página na internet, onde os interessados possam conferir as informações de cada imóvel. Outra medida é a instalação de um azulejo com o nome do imóvel e um código de acesso online para as informações histórica e arquitetônicas da unidade. 

Greca fez uma comparação com o processo de levantamento e pesquisa que culminou na elaboração da Lei Nº 6337, em 1982. A lei instituiu incentivo construtivo para a preservação de imóveis de valor cultural, histórico ou arquitetônico. “Eu percorri as ruas de Curitiba fazendo o levantamento de todas as casas históricas”, lembrou Greca.

Uma das professoras envolvidas no Arquivo, Giceli Portela, explicou que um dos grandes méritos do projeto é levar a informação acadêmica ao alcance de todos. “Utilidade é a palavra mágica e esse sentimento motivou os alunos”, comentou.

Um dos alunos envolvidos no projeto, Murilo Rodrigues, ressaltou que a plataforma é um fomentador de pesquisas. “O Arquivo é para todos os curiosos, sejam turistas, curitibanos ou estudantes”, afirmou. Rodrigues ressaltou que o conteúdo presente na página pode ser alterado, somando-se novas informações, pesquisas, fotografias e dados sobre cada unidade.

O projeto também teve a participação da professora Iaskara Florenzano e dos alunos Bruno Sobota, Dyego Lima, Emanuel Aquino, Guilherme Baldini, Laís Devilla, Larissa Mendes, Thalita Masironi, Raul Grossi e Viviane Fogaço.

Conheça o projeto.

Unidade número 1

A primeira unidade a receber o azulejo com informações do projeto foi o próprio prédio da UTFPR. A antiga Escola de Aprendizes Artífices, que possuía sua primeira sede em edifício na Praça Carlos Gomes teve sua transferência realizada para o prédio da Avenida Sete de Setembro no ano de 1934.  

Participaram do lançamento a presidente da Fundação Cultural de Curitiba, Ana Cristina Castro, o reitor da UTFPR, Luiz Alberto Pilatti, e o diretor do campus de Curitiba, Marcos Flávio de Oliveira Schiefler Filho.

Imprimir | Voltar