Prefeitura de Curitiba

Portal Administrativo do Município

Curitiba, 19 de outubro de 2018
   

Aluno do Viva Jovem faz primeira apresentação como DJ profissional

10/08/2018
capa

Após participar de uma das oficinas ofertadas pelo Programa Viva Jovem, Pietro Rivera, de 20 anos, fez a primeira apresentação profissional como DJ.

Rivera foi contratado para tocar em evento realizado por um shopping na região central, nesta quinta-feira (9/8). “No som ambiente, tentei deixar algo contagiante para que as pessoas se sentissem confortáveis ao entrar e, em outros momentos, músicas mais calmas para que pudessem conversar com os lojistas”, contou. 

O Viva Jovem busca promover a inserção social e o desenvolvimento de novas habilidades em cursos variados. Desenvolvido pelo Departamento de Política Sobre Drogas da Secretaria Municipal da Defesa Social, o programa faz parte de um convênio com o Ministério da Justiça.

Após terminar o curso técnico em informática, Rivera ficou indeciso sobre qual carreira seguir. Como gostava de compor músicas, a escolha pelo curso de DJ no Viva Jovem foi para aumentar os conhecimentos sobre o tema. “Pensei que o curso me ajudaria a produzir minhas próprias batidas para cantar. Chegando lá, aprendi a gostar de algo novo, que era fazer os outros dançarem e a trocarem energia com o ‘maestro da noite’, o DJ”, opinou.

Agora, o jovem planeja adquirir mais experiência para trabalhar profissionalmente com música. “Estão surgindo oportunidades e estou aproveitando. Já consigo uma renda, graças aos meus esforços e contatos que estou colecionando nessa caminhada”, acrescentou.

Casos de sucesso

No final do ano do passado, Victor Girardello, de 19 anos, organizou a primeira mostra de fotos depois de participar do curso de fotografia do Viva Jovem. Expostas em um café no bairro Seminário, as fotografias retratavam a perspectiva do jovem sobre o cotidiano. 

Fotografia e DJ são duas das opções de oficinas que integram o programa Viva Jovem. Também já foram ofertadas aulas de hip hop, break, skate e grafite, voltadas para o público socialmente vulnerável de 15 a 19 anos. Ainda neste ano serão desenvolvidas outras quatro oficinas de grafite.

Interessados podem entrar em contato com a equipe do Departamento de Políticas sobre Drogas pelo telefone (41)3350-3618 ou pelo e-mail enfrentamentodrogas@smds.curitiba.pr.gov.br. 

Imprimir | Voltar