Prefeitura de Curitiba

Portal Administrativo do Município

Curitiba, 14 de novembro de 2018
   

Consórcio Intermunicipal das Guardas Municipais debate estatuto

13/09/2018
capa

 

O estatuto que rege o Consórcio Intermunicipal das Guardas Municipais (Coin), encabeçado por Curitiba, deve ser aprovado até o fim do ano. O documento é um pré-requisito para a etapa seguinte, de ações efetivas a serem desenvolvidas no ano que vem, a partir de um plano comum de execução. 

Entre as possibilidades está a de organizar cursos periódicos de qualificação do efetivo de forma conjunta entre os municípios. “O custo individual de organização e desenvolvimento dessas capacitações é mais alto do que se for realizado de forma integrada”, argumentou o superintendente da Secretaria da Defesa Social e Trânsito, Carlos Celso dos Santos Junior. Em Curitiba, os cursos de atualização profissional para o efetivo da Guarda Municipal acontecem mensalmente.

Outra prioridade é integrar os serviços de inteligência das guardas. “Precisamos estruturar um grupo para começar a trocar informações de relevância de maneira institucionalizada”, defendeu o superintendente. Ele também mencionou a recomposição do quadro funcional em Curitiba, priorizado pela atual gestão.

“Sessenta novos guardas estão começando estágio nas ruas, após finalizarem o curso de formação e, nos próximos meses, mais profissionais serão convocados, procedimento já autorizado pelo prefeito Rafael Greca”, informou Santos Junior. Do curso de formação mais recente já participaram guardas municipais de Mandirituba, Araucária e Fazenda Rio Grande, dentro da parceria estruturada pela Coin.

Encontro

As discussões sobre a aprovação do estatuto foram foco de nova reunião de trabalho com representantes das corporações da Região Metropolitana, realizada na sede da Defesa Social, na manhã desta quinta-feira (13/9).

“Terão direito a voto sobre o estatuto as guardas da RMC que, até a data da próxima reunião, estiverem em dia com a aprovação da respectiva lei municipal para participação no consórcio”, explicou o coordenador do Gabinete de Gestão Integrada (GGI) de Curitiba, inspetor Sicarlos Pereira Sampaio. 

Proposto pela cidade de Curitiba, o Consórcio Intermunicipal das Guardas Municipais da Região Metropolitana permitirá o desenvolvimento de ações conjuntas entre os municípios participantes, principalmente aquelas relacionadas ao aprimoramento profissional.

O consórcio também possibilita facilidades na captação de recursos e amplia a troca de informações para o trabalho operacional. Dez cidades fazem parte da iniciativa: Curitiba, Araucária, Campina Grande do Sul, Campo Largo, Colombo, Fazenda Rio Grande, Mandirituba, Pinhais, Quatro Barras e São José dos Pinhais.

 

Imprimir | Voltar