Prefeitura de Curitiba

Portal Administrativo do Município

Curitiba, 20 de outubro de 2019
   

Escola municipal acolhe família e comunidade em espaço de leitura

14/08/2019
capa

 

A Escola Municipal Osvaldo Arns, no Tatuquara, montou nesta semana um “hall da leitura” para estudantes e comunidade. A intenção é que a família compartilhe o espaço e aproveite momentos de leitura conjunta entre pais e filhos.

No hall estão pufes, bancos, cadeiras, estantes, cabides e até um varal de textos que chamam a atenção. Há livros, gibis, revistas e periódicos disponíveis para todos, de segunda a sexta-feira.

Contemplada pela iniciativa de incentivo à leitura do Núcleo Regional da Educação do Tatuquara, a equipe de profissionais da escola começou a trabalhar a ideia há meses e desde esta quarta-feira (14/8) o espaço está cheio.

“É um lugar perfeito para passar o tempo, ler, estudar e aproveitar o momento com nossos filhos”, comenta Camila Marcondes Carneiro, mãe de Arthur, de 5 anos.

Envolvimento

Todas as turmas ajudaram a montar o espaço. Cerca de 780 meninos e meninas criaram desenhos da mascote do espaço literário, o Livrogito, que além de enfeitar a entrada da unidade também serve como acompanhante da sacola de leitura que vai para casa com os estudantes.

“Demos asas aos livros da escola. Assim passamos a enriquecer o repertório cultural da comunidade e incentivar pais e filhos a uma leitura diária. Se tivéssemos agido só dentro da biblioteca, os laços comunitários não se estabeleceriam”, avalia a diretora Josane Ribeiro da Silva.

Dinâmica

Toda semana, um estudante é sorteado e leva para casa uma sacola com livros selecionados de acordo com a faixa etária.

O estudante deverá ler em casa, com a família. Depois, faz um apresentação das histórias em sala de aula. Em seguida, outro estudante é sorteado e o processo se repete.

“Uma avaliação atenta é feita pelos professores durante todo o processo, pois dela dependem os próximos passos”, explica a articuladora pedagógica, Juliana Luchenberg.

“A iniciativa busca também estimular a leitura para que ela seja algo prazeroso e não obrigatório. Aguçar o imaginário e ampliar o vocabulário das crianças com a ajuda dos pais é a receita para o sucesso”, destaca Juliana.

Imprimir | Voltar