Prefeitura de Curitiba

Portal Administrativo do Município

Curitiba, 20 de outubro de 2019
   

Brincadeiras e pipoca divertem curitibinhas em Santa Felicidade

09/10/2019
capa

 

Brincadeira de marionete, circuito de bicicleta, contação de histórias, algodão doce e pipoca foram algumas das atrações que animaram curitibinhas na manhã desta quarta-feira (9/10), durante as atividades do Curitiba Brinca, na Rua da Cidadania Santa Felicidade. A programação especial é da Prefeitura de Curitiba para comemorar a infância.

O grupo formado por 140 estudantes das escolas municipais CEI Pedro Dallabona (Orleans), Professora Sonia Maria Coimbra Kenski (Santa Felicidade), Foz do Iguaçu (Santo Inácio) e Santo Inácio (Santo Inácio) participou de atividades esportivas, artísticas e culturais.

Teve cama elástica, brinquedos infláveis, camarim de pintura e também apresentação do projeto Cão Amigo, da Secretaria Municipal de Defesa Social e Trânsito, que usa cães adestrados para ajudar na prevenção ao uso de drogas. As crianças interagiram e brincaram com os animais.

“Esse está sendo o melhor dia da minha vida. Tem muitos brinquedos e amigos para aproveitar”, disse Vinícius Gabrielk Souza, 8 anos, aluno da Escola Municipal Foz do Iguaçu.

As brincadeiras foram organizadas em formato de circuito e as crianças puderam aproveitar todas as atividades. A estudante da Escola Municipal Professora Sônia Maria Kenski, Maria Clara Zavadinack, 8 anos, começou pela estação de criação de brinquedos artesanais. Usando papeis coloridos, miçangas e barbantes, construiu um lindo balangandã.

“Eu prefiro os brinquedos que a gente mesmo faz do que aqueles que são comprados. A gente se diverte enquanto faz e também enquanto brinca”, disse Maria Clara.

Brincadeiras fora da escola

A chefe do núcleo de educação da Regional Santa Felicidade, Denise Lipinski Rutkoski, recebeu as turmas das escolas, participou das atividades e destacou a importância de oferecer aos estudantes oportunidades para brincadeiras e interações fora do ambiente escolar.

“É uma proposta para ampliar as possibilidades do brincar, apresentar espaços públicos para as crianças e resgatar brincadeiras antigas que fazem com que eles interajam entre si e com o ambiente”, disse Denise.

Para a coordenadora de Projetos da Educação, Andréa Barletta, um dos benefícios do Curitiba Brinca é promover o encontro entre as escolas. “As crianças se unem para brincar e compartilhar saberes e emoções. Fazem novas amizades, se divertem e tem a garantia do seu direito de brincar”, disse Andréa.

Melyssa Beatris de Lima, 8 anos, da Escola Professora Sônia Maria Kenski, interagiu com meninos e meninas, passou por todas as estações, mas gostou mesmo foi de ouvir as histórias contadas pela Bruxa Beth da Casa Encantada Bosque Alemão.

“Gosto e ler, mas hoje a leitura foi mais divertida porque teve a bruxa e os amigos por perto”, disse Melyssa. Ela e todas as crianças receberam exemplares do livro Se você tem uma Sofia para amar, escrito e ilustrado por Julia Gayeski Landerdhal, ex-aluna da rede municipal de ensino que tem altas-habilidades. O livro é uma homenagem à irmã mais nova, que tem autismo, e inspirou a criação da personagem central da história.

Parcerias

O Curitiba Brinca surgiu com a integração das equipes do programa Linhas do Conhecimento em parceria com a Fundação Cultural de Curitiba, Secretaria Municipal do Esporte, Lazer e Juventude, Guarda Municipal e as dez Administrações Regionais.
Paralelamente às brincadeiras nas Ruas da Cidadania, as escolas municipais e os Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) têm programação especial para animar os curitibinhas.

Leia mais

 

Imprimir | Voltar